fbpx

Os dez mandamentos do ambiente: livre-se da sua pegada

Decálogo del medio ambiente: Que desaparezca tu huella

Qual é o objectivo de um Decálogo do Ambiente?

Quando falamos em cuidar do planeta, não podemos estabelecer limites para nós próprios, mas devemos tomar medidas que nos levem a melhorar a situação actual.

O actual estado de poluição parece estar num ponto em que não voltaremos, mas na realidade não é este o caso, ainda podemos tomar medidas que nos levem a uma realidade melhor.

Mas não é suficiente mudar, também temos de ser o motor da mudança.

É por isso que neste artigo encontrará a transferência ambiental que pode solicitar para si como um adulto, bem como um decálogo para crianças.

Quando as crianças crescem com a visão de ter uma relação saudável com o seu ambiente, ainda temos mais esperança de alcançar a melhoria desejada.

Decálogo do ambiente para adultos

Decálogo del medio ambiente para personas adultas

Como vos dissemos, queremos que tenham uma relação equilibrada com o ambiente e temos a certeza de que, aplicando estas pequenas acções, o caminho será fácil e rápido.

Reutilização, redução e reciclagem

A primeira acção diz respeito a um comportamento abrangente: aplicar a regra dos três R’s na sua vida.

A primeira é a reutilização. Descubra o que pode fazer para reutilizar os produtos uma vez que estes tenham a utilização principal a que se destinam.

Quando compramos uma garrafa de molho de tomate, podemos usar a garrafa novamente para conter algum outro alimento. Pode ser um molho caseiro ou o que quiser.

A redução é a segunda parte da nossa primeira regra do decálogo ambiental. A fim de cumprir esta regra, é necessário rever os seus hábitos de consumo e ver onde pode reduzir a quantidade de resíduos descartáveis.

Vejamos um exemplo para o ajudar a compreender melhor.

Se é uma pessoa que gosta de fazer exercício e prefere água no supermercado, em vez de comprar pequenas embalagens, compre as embalagens de maior capacidade e volte a encher garrafas reutilizáveis.

Desta forma não se deitam fora 12 garrafas de água, mas apenas duas, e se se quiser reutilizá-la, é muito melhor.

O último passo é a reciclagem, que é uma das mais importantes de todas as nossas calorias ambientais

Aquele velho cowboy que já não serve, por exemplo, pode tornar-se um bom saco de compras. Isto reduz o desperdício e evita a utilização de matérias-primas na produção de um saco reutilizável comercial.

O lixo vem e vai consigo

Todos amamos as paisagens paradisíacas e belas da natureza intocada.

Um campo bem conservado, uma praia com água cristalina e areia branca, um rio caudaloso e limpo, todos estes cenários podem ser perturbados quando o homem aparece.

Por isso, se vai divertir-se em contacto com a natureza e tomar alguns aperitivos, sumos, comida, entre outras coisas, certifique-se de trazer todo o lixo.

Claro que tem de atirar cada pedaço de lixo para o recipiente certo para fechar o círculo completo e certificar-se de que apenas as pegadas dos seus passos permanecem na areia.

O que fazer se não houver contentores identificados?

Continuamos com o Decálogo para cuidar do ambiente e agora estamos a lidar com um problema que ocorre com muita frequência, especialmente quando vamos de férias para locais remotos ou ambientes naturais.

Imagine por um momento que está na praia dos seus sonhos e quer eliminar os resíduos da forma correcta, mas há um pequeno problema: não há contentores identificados ou há apenas um contentor para todos os tipos de resíduos.

A recomendação é levar alguns dos sacos que trouxe consigo, identificá-los e classificar os resíduos de acordo com o tipo de conteúdo.

Depois de separar os resíduos, leve-os consigo e atire-os para o primeiro recipiente identificado que encontrar.

Consumo responsável

O consumo responsável também faz parte do Decálogo do ambiente.

Saber de onde vêm os produtos que consumimos, como foi obtida a matéria-prima para a sua produção, qual é o impacto do processo de produção, entre outros dados, é importante para medir o impacto do seu consumo.

Diz-se muitas vezes como estratégia de marketing que um produto é ecológico e na realidade não o é

Turismo sustentável

O turismo sustentável permite-nos desfrutar dos lugares mais belos da vida natural com a certeza de que antes, durante e depois da nossa estadia o local será preservado tal como o encontrou.

No turismo sustentável, por exemplo, é preferível viajar de bicicleta ou a pé, evitando a poluição causada pelos combustíveis fósseis para chegar a lugares protegidos.

Os recursos naturais são o nosso bem mais precioso

Em África, uma gota de água pode significar a diferença entre a vida e a morte.

É comum que quando temos acesso permanente aos recursos naturais, não compreendemos o seu valor e subestimamos a sua importância.

A utilização consciente dos recursos naturais, como a água, permite-nos satisfazer as nossas necessidades e dar a outros a oportunidade de satisfazer as suas.

Dar preferência aos transportes públicos

Na sua vida diária há coisas que pode fazer sem ligar o seu carro

Comprar pão ou comida na loja da esquina, levar as crianças para o parque, dar uma volta com os amigos, pode ser feito sem utilizar o carro.

Se as distâncias forem longas, pode utilizar transportes públicos.

Não pense na perda de conforto, pense no combustível que já não utiliza, nos gases que o seu carro não emite enquanto conduz e no dinheiro que poupa ao reabastecer o seu carro

Desligue essa lâmpada!

A electricidade é outro recurso que, se a tivermos, não nos apercebemos da sua importância para as nossas vidas.

A obtenção de energia, mesmo que seja feita de uma forma sustentável, requer a utilização de matérias-primas extraídas do ambiente.

O melhor comportamento que podemos ter, para contribuir para o nosso Decálogo para o ambiente, é utilizar a energia eléctrica de forma responsável.

Outra acção que pode tomar é a instalação de lâmpadas de baixo consumo, tais como lâmpadas LED, produtos que irão iluminar os seus quartos com um consumo optimizado.

Moda sustentável

Muitas das roupas que usamos são feitas de materiais têxteis, incluindo plástico, em quantidades maiores ou menores.

Identificar lojas e marcas de vestuário que respondam às razões da moda sustentável e evitar a utilização de materiais poluentes por falta de conhecimento.

Garantimos-lhe que continuará a vestir-se bem e que a sua pegada será mantida a um nível mínimo.

Dizer adeus aos sacos de plástico

Não se esqueça que toda a União Europeia está a desenvolver o quadro legal necessário para minimizar a utilização de sacos de plástico, um dos produtos mais poluentes do mundo.

Por conseguinte, o Decálogo do ambiente não pode ser completo sem esta recomendação.

Leve consigo os seus sacos reutilizáveis sempre que for às compras de um produto. Desta forma, não utilizará os sacos de plástico que nos são dados frequentemente.

Se a utilização do saco de plástico for inevitável, certifique-se de que o utiliza várias vezes, para que o consumo destes produtos diminua na prática diária das pessoas.

Dez mandamentos do ambiente especialmente para crianças

Decálogo del medio ambiente especial para niños

No início do artigo defendemos que é necessário desenvolver os níveis de consciência necessários entre as crianças da casa, para que o futuro seja esperançoso.

Aqui estão 10 formas fáceis de envolver os seus filhos no cuidado do ambiente.

Aprender a importância da água

Se o seu filho lava as mãos, escova os dentes, toma banho, ou se envolve em qualquer actividade que utilize água, ensine-lhe a importância deste fluido vital para as nossas vidas.

É importante que abra e feche a torneira, utilizando apenas a água de que realmente necessita para a limpeza.

Explicar-lhe de onde vem a água e que processo tem de ser seguido para levar água ao seu banho.

Quando sair, apague a luz

Na nossa juventude, passamos e saltamos em cada esquina da casa. Não ficamos num quarto por muito tempo.

Ensine o seu filho a ligar e desligar as luzes nos quartos. Enquanto precisar da luz artificial para a ligar, mantém-na desligada.

É importante utilizar luz natural, abrir janelas e evitar utilizar electricidade quando não for necessário.

O seu desperdício: a sua responsabilidade

Um passeio à tarde no parque pode ser uma boa altura para aprender o Decálogo para o ambiente.

Se o seu filho gosta do seu petisco favorito ou do gelado que tanto gosta, não o deixe atirar o lixo para o chão.

O seu lixo é da sua responsabilidade. Portanto, deixe-o colocar num dos seus bolsos e deite-o fora se encontrar uma lata para o tipo de lixo que tem na mão.

Se não tiveres um, deitaste-o fora em casa. Dessa forma, quando crescer e se tornar um adulto responsável, estará consciente de que não deita fora o lixo para onde mais gosta, mas para onde vai.

Reciclagem como um jogo

A reciclagem é um processo que pode ser muito enfadonho, mas se o aprendermos desde cedo, é um comportamento que faz parte do nosso comportamento e que será natural.

Faça dele um jogo de separar os resíduos e atirá-los para os recipientes certos.

É também importante que saiba a razão da existência de um barco para cada tipo de resíduos, para que compreenda porque tem de seguir essa regra.

Não se esqueça de reciclar papel

Não é necessário utilizar papel novo para pintar, cortar, desenhar ou praticar como fazer origami.

Assim, criar um espaço em casa para reciclar o papel. Assim, os seus pequenos sabem que se quiserem ser Picasso ou um mestre na modelação com papel, podem ir a esse espaço e agarrar num pedaço de papel para deixarem a sua imaginação correr à solta.

É importante que compreendam que papel pode ser utilizado e qual não pode, caso contrário, um documento importante é dobrado como uma torneira.

Nem tudo o que se pede deve ser

Brinquedos, cores, livros e outras ajudas para crianças não são ilimitados.

Deve-se utilizar cada produto quando necessário. Se já não precisa ou não o quer, dê-o a outra criança.

A maioria dos brinquedos são feitos de plástico e muitos deles podem ter uma segunda utilização depois de o seu filho não os querer utilizar mais

As plantas ainda estão vivas

Quantas vezes vimos uma criança no parque a arrancar de um arbusto?

Nessa idade, podemos não compreender que a vida vegetal também existe e deve ser respeitada.

Arrancar folhas, pisá-las ou parti-las não é um comportamento aceitável.

Além disso, é essencial que eles conheçam a importância das plantas para a vida e o papel que elas desempenham na nossa respiração.

Os animais de estimação precisam de nós

Muitos pais dão os seus pequenos animais como animais de estimação. Os cães, gatos e peixes estão entre os mais comuns, mas sabe que a lista é interminável.

Todos estes animais dependem dos nossos cuidados e são parte da vida no nosso planeta.

Ensiná-los a cuidar deles, respeitá-los e dar-lhes espaço, como seres vivos terão a sua própria forma de interagir com o ambiente e isto também deve ser respeitado.

Esse cuidado deve estar sempre sob a sua supervisão, lembre-se que ele é uma criança e que a sua maturidade – acredite ou não – não está totalmente desenvolvida.

Fora de casa, tudo pertence a todos

É importante que o Decálogo do ambiente faça com que as crianças tomem consciência de que fazem parte de um ambiente, que não estão sozinhas no mundo e que tudo gira à sua volta.

Portanto, no parque, na praia, no rio ou em qualquer outro espaço, é preciso compreender que tudo o que existe é para o gozo de todas as pessoas.

É por isso que tem de tomar conta deles e certificar-se de que não os quebra ou danifica.

Embora esta regra tenha um espectro mais amplo no exterior, também se aplica a artigos domésticos.

Respeito pelas pessoas

Quando falamos do Decálogo do ambiente, normalmente pensamos em plantas, massas de água, fauna e flora.

Contudo, é também importante respeitar as pessoas para evitar a criação de um ambiente desagradável para elas.

Todos nós somos importantes e todos temos algo a contribuir. Ensina-nos a respeitar a individualidade das pessoas, as qualidades que nos caracterizam.

Desta forma, o seu filho será uma pessoa agradável, que não quer fazer mal a ninguém e respeita o seu ambiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *